Outer Space The Pokémon Company diz que está investigando situação de plágio em Palworld

The Pokémon Company diz que está investigando situação de plágio em Palworld

A The Pokémon Company se posicionou em relação à polêmica envolvendo o fenômeno Palworld, jogo que é suspeito de ter usado IA para...

Outerspace
The Pokémon Company diz que está investigando situação de plágio em Palworld

The Pokémon Company diz que está investigando situação de plágio em Palworld

Outerspace

A The Pokémon Company se posicionou em relação à polêmica envolvendo o fenômeno Palworld, jogo que é suspeito de ter usado IA para copiar a arte da série Pokémon.

Desconhecido da maioria das pessoas até uma semana atrás, Palworld atingiu 8 milhões de cópias vendidas após cinco dias de disponibilidade e tem aumentado dia a dia seu número de usuários ativos na Steam, onde ainda não superou apenas PUBG e seu pico histórico de 3,2 milhões de jogadores.

Ao mesmo tempo em que vive o sonho de ter criado um enorme sucesso, destes que têm aparecido uma vez por ano, como PUBG, Pokémon Go, Fall Guys e Among Us, a produtora japonesa Pocketpair agora chamou a atenção para o possível problema de plágio ou mesmo roubo de arte de outros jogos, especificamente os monstros da série Pokémon, que têm enorme semelhança com os personagens de Palworld.

Hoje, a The Pokémon Company, empresa dona de Pokémon e que tem a Nintendo como principal acionista, divulgou um comunicado confirmando que está investigando se o jogo infringe seus direitos de propriedade intelectual.

“Recebemos muitas perguntas sobre o jogo de outra empresa lançado em janeiro de 2024. Não concedemos nenhuma permissão para o uso de propriedade intelectual ou ativos Pokémon nesse jogo. Pretendemos investigar e tomar as medidas adequadas para resolver quaisquer atos que violem os direitos de propriedade intelectual relacionados a Pokémon”, escreveu a empresa em um comunicado divulgado nesta quinta-feira.

Embora a jogabilidade de Palworld seja muito diferente dos jogos da série Pokémon, os personagens do jogo se parecem com misturas de vários Pokémons.

O CEO da Pocketpair, Takuro Mizobe, reagiu às acusações de roubo de arte ou uso de IA para o design denunciando “tweets difamatórios” contra sua equipe e algumas ameaças próximas de morte. Ele também afirmou que Palworld havia aprovado as revisões legais e que não houve nenhuma ação tomada contra a Pocketpair por outras empresas, pelo menos por enquanto.

“Levamos nossos jogos muito a sério e não temos absolutamente nenhuma intenção de infringir a propriedade intelectual de outras empresas”, disse ele.

O post The Pokémon Company diz que está investigando situação de plágio em Palworld apareceu primeiro em Outer Space.

Últimas